A emoção de Glauco Vital ao receber o diploma de término de curso é diferente da geral. A questão é que o que realmente tirou lágrimas do fotógrafo, agora formado em produção audiovisual, foi a presença de seu nome social no certificado. Na vida do homem trans, é o primeiro documento a reconhecê-lo pela identidade que não foi lhe dada ao nascimento.