Objetivo da ação é conscientizar os familiares e responsáveis sobre o desaparecimento temporário de crianças e adolescentes em locais de grande concentração de pessoas

SOS crianças Desaparecidas distribui pulseiras de identificação

A Fundação para a Infância e Adolescência (FIA), parceira do RioSolidario no projeto Novo Cidadão, distribuirá, nesta quarta-feira (30/12), das 9h às 14, na Rodoviário Novo Rio, 40 mil pulseiras de identificação para crianças. A cada ano, cerca de 40 mil crianças e adolescentes desaparecem no Brasil.

A ação, uma iniciativa do programa SOS Crianças Desaparecidas, em parceria com a Concessionária Novo Rio, será feita no embarque superior e terá a participação de mães de crianças e adolescentes desaparecidos. O objetivo é conscientizar os familiares e responsáveis sobre o desaparecimento temporário de crianças em locais de grande concentração de pessoas como praias, shoppings e praças públicos, problema ainda mais frequente nesta época do ano.

Além da distribuição das pulseiras, os técnicos da FIA também farão campanha para conscientizar os adultos da importância de serem feitos documentos de identidade de crianças e adolescentes. Serão distribuídos, ainda, folders informativos e cartazes com fotos de desaparecidos.

O gerente do Programa, Luiz Henrique Oliveira, recomenda que em caso de viagens os responsáveis não se esqueçam de levar a certidão de nascimento ou carteira de identidade da criança.

– Estas são algumas atitudes que podem colaborar para a prevenção do desaparecimento de crianças – enfatiza Luiz Henrique Oliveira.

SOS Crianças Desaparecidas

O Programa SOS Crianças Desaparecidas, criado há 19 anos, já localizou 2870 crianças e adolescentes, alcançando índice de 85% de localização. Infelizmente, 508 ainda continuam desaparecidos.

Novo Cidadão

Lançado há um ano e meio, o programa Novo Cidadão permite que bebês recebam certidão de nascimento e carteira de identidade gratuitamente ainda na maternidade. A iniciativa, idealizada pela primeira-dama do Estado e presidente do RioSolidario, Maria Lucia Horta Jardim, já está em pelo menos oito maternidades do Estado.

Fotos: Natasha Montier