Equipe venceu Irã por 1 a 0 e conquistou tetracampeonato nos Jogos Paralímpicos

Ouro no futebol de 5

Com a arena lotada, a equipe brasileira de Futebol de 5 conquistou, neste sábado (17/9), o tetracampeonato paralímpico. O Brasil venceu o Irã por 1 a 0, com gol de Ricardinho.

A medalha de ouro confirma a hegemonia do time brasileiro, que ganhou as quatro edições da Paralimpíada em que a modalidade foi disputada.

– É maravilhoso subir no pódio e ouvir o hino nacional dentro de casa, com o apoio da torcida – destacou Jefinho, jogador da Seleção Brasileira.

O atleta também ressaltou a importância da Paralimpíada para a modalidade.

– A gente espera que os Jogos em casa sejam um passo a mais, não só no Futebol de 5, mas no esporte paralímpico em geral. O brasileiro está vendo a nossa capacidade e que somos atletas de alto rendimento – afirmou.

Emoção

A advogada Andrea Magalhães, de 34 anos, não conteve o choro no apito final do árbitro. Foi a primeira vez que ela assistiu a uma partida de Futebol de 5.

– Fui a 60 jogos na Olimpíada e na Paralimpíada, e esperava ver um ouro do Brasil. Enfim, ele saiu para mim. Só tinha visto prata e bronze – disse Andrea.

Modalidade exclusiva para cegos, o Futebol de 5 é disputado em uma quadra de futsal adaptada, com grama sintética e barreiras nas laterais. As regras gerais são as mesmas do futebol de salão. Cada time é formado por cinco jogadores, e só o goleiro tem visão. No entanto, a modalidade deve ser praticada em um ambiente silencioso, e a bola possui guizos, necessários à orientação dos jogadores na quadra.

Há um guia, chamado de “chamador”, que fica atrás do gol adversário orientando o ataque do seu time. O goleiro tem a responsabilidade de guiar a sua defesa. Já as indicações no terço central da quadra são dadas pelo técnico da equipe.

Leia mais:

Brasil estreia na Paralimpíada com vitória no futebol de 5

Texto: Gabriela Murno

Fotos: Divulgação / CBP