Objetivo é, por meio das redes de parceiros, gerar oportunidades de emprego e capacitação profissional

O RioSolidario ultrapassou a marca de 1 mil cadastros no banco de talentos do programa Futuro Agora. O espaço reúne jovens entre 14 e 23 anos de comunidades carentes do estado do Rio de Janeiro que estejam em risco ou vulnerabilidade social. O objetivo do programa é, por meio das redes de parceiros, gerar oportunidades de emprego e capacitação profissional. Na semana passada, mais 15 jovens, que tiveram seus currículos selecionados a partir do banco de dados da instituição, estiveram no RioSolidario para saber como funcionará a nova experiência de trabalho. Todos participarão do programa Jovem Aprendiz Nova Cedae.

Para Wallace Oliveira, de 19 anos, a oportunidade vai ajudá-lo a fazer um curso universitário. Seu sonho é cursar Engenharia Mecânica, baseado em uma experiência anterior como jovem aprendiz de outra empresa. “Já terminei o Ensino Médio. Como tenho um filho de um ano, preciso trabalhar para ajudar em casa. Mas esse dinheiro vai me auxiliar também a investir nos meus estudos”, disse o jovem.

Wallace participou do programa Passo a Passo, parceria do RioSolidario com o Detran, trabalhou como estagiário no Palácio Guanabara e ainda fez curso de capacitação na FIA.

Em outra ação do programa Futuro Agora, jovens cadastrados no Banco de Talentos e que cumprem medida de semiliberdade no Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaad) Bangu, unidade do Novo Degase, participaram, na semana passada, do mutirão de emissão de carteira de trabalho, no RioSolidario. Eles receberam orientações e saíram com o documento em mãos. Além de receberem o novo documento, jovens do Criaad também realizaram seus cadastros no banco de dados do programa Futuro Agora.

 

jcommercio