O curso começa ainda este mês para os 33 alunos escolhidos

Fotógrafo: André Gomes de Melo

 

Os futuros assistentes administrativos, recepcionistas e camareiras da rede hoteleira deram mais um passo para a qualificação profissional. Os jovens participaram, nesta terça-feira (14/03), na ONG RioSolidario – responsável pela seleção -, de mais uma etapa do processo de escolha dos novos alunos do curso gratuito oferecido pela Escola Carvalho Hosken de Hotelaria. A especialização  é resultado da parceria da Carvalho Hosken com o hotel Hilton Barra, a ONG RioSolidario, o Senac-RJ e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RJ).

Cerca de 630 jovens, incluindo pessoas com deficiência, se inscreveram para o curso que contará com aulas teóricas, ministradas pelo Senac-Rio, e práticas, assessoradas pelo Hilton Barra. Para a primeira turma de 2017, serão 33 jovens.

Na primeira etapa, foi avaliado se os candidatos atendiam ao perfil das vagas. Os que foram selecionados, participaram da capacitação no RioSolidario, que teve o objetivo de informar sobre as atividades, como é desenvolvido o curso e orientar sobre comportamento no ambiente hoteleiro. De acordo com a assistente social da instituição, Luciana Rosa, após este encontro, os jovens serão encaminhados ao setor de recursos humanos do Hotel Hilton:

– Esta fase é importante, pois o jovem aprende sobre o hotel e como será o curso. Além, é claro, de conhecer sobre este importante mercado de trabalho, que está em expansão. O curso será uma excelente oportunidade para quem quer seguir carreira – destacou Luciana.

Para uma das candidatas, a guia de turismo Gláucia da Silva Oro, de 19 anos, o curso será o impulsionador de sua vida profissional:

– Quero seguir carreira no setor de turismo, mas trabalhando em hotel. Este curso será uma ótima oportunidade para aprender e, quem sabe, conseguir meu primeiro emprego – enfatizou a jovem.

Marcos Vinícius dos Santos é outro candidato que pretende seguir carreira no setor hoteleiro. Recentemente, ele trabalhou no setor administrativo da Cedae como Jovem Apendiz para Pessoa com Deficiência. A formatura está prevista para este mês, mas, agora, o foco dele é começar o novo desafio:

– Quero aprender coisas novas. Trabalhei na Cedae por quase dois anos e agora quero um novo desafio – afirmou.

O pai faz questão de acompanhar o filho Marcos. Ansioso, Marco Antônio Alves elogiou a iniciativa da Escola Carvalho Hosken de Hotelaria em ampliar o curso para pessoas com deficiência:

– É uma oportunidade muito boa para meu filho. Outras grandes empresas deveriam seguir o exemplo e abrir espaço para estes jovens – sinalizou Marco Antônio.

O início das aulas está previsto para o final deste mês.  As vagas abertas eram para jovens de 18 a 24 anos, com ensino médio completo ou cursando o último ano, inclusive, para pessoas com deficiência. Os candidatos que já se inscreveram no RioSolidario para as turmas anteriores foram, automaticamente, incluídos no processo atual. Os alunos inscritos receberão vale transporte, material didático, uniforme e o certificado de qualificação ao final do curso.

Segundo o SindHotéis RJ, com a expansão hoteleira, ainda no primeiro semestre de 2017 serão gerados cerca de 2 mil postos de trabalho na hotelaria. A Escola Carvalho Hosken de Hotelaria formou 76 alunos ano passado.  Durante os Jogos Rio 2016, somente o Hilton Barra contratou 29 funcionários temporários. Atualmente, 12 alunos da Escola Carvalho Hosken de Hotelaria atuam como profissionais no hotel cinco estrelas da rede Hilton.

Texto: Gabriela Hilário

Fotos: André Gomes de Melo