Alunos e funcionários se divertiram dançando quadrilha na unidade da Vila do João

 

RJ 21-06-2018. Festa Junia na creche da Vila do João. Fotógrafo: André Gomes de Melo

 

O Espaço de Educação Infantil do RioSolidario na Vila do João, no Complexo da Maré, abriu as comemorações da tradicional festa junina nas creches, nesta quinta-feira (21/06). A unidade educacional foi toda decorada mesclando a ornamentação típica da festa caipira com as cores verde e amarela em referência à Copa do Mundo.

Vestidas com os típicos trajes caipiras, as crianças do maternal dançaram a quadrilha. Os pequeninos do berçário encantaram com a apresentação da música “Cai, cai, balão”. Pela primeira vez, a unidade também teve a dança para os adultos. Os funcionários da creche, que organizaram a festividade, também se fantasiariam para as comemorações. O tema do Sítio do Pica-Pau-Amarelo esteve presente na ornamentação, pois a obra de Monteiro Lobato integra o projeto norteador das creches neste ano, como explica a diretora da unidade, Neide Fernandes:

– A festa foi linda. Trabalhamos com o tema da Copa, a decoração junina e seguindo o projeto norteador que aborda a obra e vida de Monteiro Lobato.  Os nossos funcionários também se divertiram muito, fizemos um “quadrilhão” – destaca Neide.

Na creche da Cidade de Deus, os preparativos para a festividade estão a todo vapor. A comemoração será no dia 27 de junho. Lá, também terá barracas típicas e dança das crianças, como antecipa a diretora da creche,  Martha Menezes:

– Estamos muito empenhados na organização da festinha.  Esta e outras festas nacionais fazem parte do nosso calendário pedagógico. Envolvemos as famílias também que vão fantasiar as crianças com as roupinhas de caipira – explicou Martha.

Já no Espaço de Educação Infantil do Batan, a festa será no dia 29 de junho. A unidade já está enfeitada e o evento terá barraquinhas, quadrilha e comidas típicas. Os ensaios com as crianças entraram na rotina da creche e é uma diversão para os alunos e funcionários:

– A festa tem o objetivo lúdico para o resgate da cultura através da inserção do projeto norteador do Sítio do Pica-Pau-Amarelo – esclarece.

Fotógrafo: André Gomes de Melo