Objetivo é criar projetos nas comunidades de origem dos adolescentes

ippJovens infratores que estão cumprindo medidas socioeducativas agora terão uma nova oportunidade de mudar suas vidas. O RioSolidario firmou parceria com o Instituto Pereira Passos (IPP) para capacitar os adolescentes em conflito com a lei. A ideia é criar projetos focados nas comunidades de origem de meninos e meninas que cumprem pena. O trabalho começará a ser feito nos quatro Centros de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaads) do município do Rio: Penha, Santa Cruz, Bangu e Ricardo de Albuquerque.

– Temos que criar oportunidades para esses jovens. Tudo o que é feito em parceria tem muito mais chance de dar certo. Precisamos das boas parcerias e tenho certeza que o trabalho com o IPP vai render bons frutos para as comunidades do nosso estado – afirma a presidente do RioSolidario, Maria Lucia Horta Jardim.

Neste primeiro momento, a equipe do IPP vai escutar cerca de 120 jovens, entre 15 e 19 anos, das unidades de semiliberdade e conhecer o perfil de cada um. Em seguida, eles serão capacitados como futuros empreendedores. Baseado nos depoimentos, o IPP também criará um book de projetos que serão avaliados por empresários e, no futuro, implementados nas comunidades.