RioSolidario movimenta parcerias para o auxílio à população do Rio (Crédito: Paulo Fernandes)

RioSolidario movimenta parcerias para o auxílio à população do Rio (Crédito: Paulo Fernandes)

O RioSolidario segue mobilizando a solidariedade contra o Coronavírus. Nesta semana, a organização inicia, por meio de uma ação conjunta, a distribuição de máscaras de proteção contra o COVID-19 para pessoas que vivem em fragilidade social e quem precisa sair de casa, porém têm dificuldades para adquirir ou fazer o seu acessório de cuidado. Aproximadamente 1000 unidades serão entregues por semana em diferentes localidades pela Secretaria de Estado de Governo e Relações Institucionais (SEGOV), por intermédio da Operação Segurança Presente.

Informativo entregue às pessoas pelo Segurança Presente traz orientações sobre osa prevenção (Crédito: Reprodução)

Informativo entregue às pessoas pelo Segurança Presente traz orientações sobre osa prevenção (Crédito: Reprodução)

A expectativa nas duas primeiras semanas de ação é contemplar os municípios do Rio de Janeiro (bairros Bangu, Bonsucesso, Barra da Tijuca, Botafogo, Centro, Copacabana, Flamengo, Gávea, Grajaú, Ipanema, Lagoa, Lapa, Laranjeiras, Leblon, Méier, Recreio, Tijuca e Vila Isabel), Nova Iguaçu (Austin, Centro e adjacências) e Duque de Caxias (Centro e adjacências).

A adesão de novas parcerias públicas, privadas ou com a sociedade civil pode colaborar para o incremento da produção de kits, que contém duas máscaras e um informativo sobre prevenção ao Coronavírus ressaltando, dentre outros pontos importantes, a máscara ser de uso individual, não sendo indicado o compartilhamento nem com familiares.

Máscaras são confeccionadas por profissionais, alunos e ex-alunos da Faetec

Máscaras são confeccionadas por profissionais, alunos e ex-alunos da Faetec (Crédito: Maicon Salles)

“Contribuir de maneira ativa para os cuidados da nossa população diante da pandemia com a distribuição de máscaras de proteção mostra que o RioSolidario está atento às condições com as quais o cidadão fluminense enfrenta essa realidade. Além de conscientizar a população sobre a importância de seguir as determinações das autoridades competentes, nos esforçamos para prover o suporte necessário àqueles que não dispõem de recursos para encarar um momento como esse”, afirma a presidente de honra do RioSolidario, a Primeira-Dama do Estado, Helena Witzel.

As primeiras remessas estão sendo produzidas por professores, alunos e ex-alunos voluntários da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), entidade vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI). Para Sara Cristiane, que já estudou na Faetec e se voluntariou na iniciativa social, é muito gratificante retribuir de alguma forma os ensinamentos que teve e ainda ajudar neste momento tão delicado. “A dinâmica de trabalho e montagem está bem organizada. Em uma manhã consigo produzir 60 máscaras”, conta Sara que hoje tem a costura criativa como fonte de renda com a marca Costurarte.se graças aos cursos que realizou na escola.

Empresas privadas cedem materiais necessários como linhas, TNT, tecidos e embalagens. Voluntários trabalham em escala para a confecção. Órgãos governamentais auxiliam e formam esta rede de apoio contra o Coronavírus que o RioSolidario conecta neste momento de pandemia.

Crédito das fotos: Paulo Fernandes