Parceria vai capacitar adolescentes em conflitos com a lei

Foto: Bruno Itan

O RioSolidario e o Instituto Pereira Passos (IPP) fizeram, nesta terça-feira (28/04), o primeiro encontro com os jovens do Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaad) da Penha. O local vai receber o projeto-piloto para capacitação de adolescentes em conflito com a lei e criação de ações voltadas para as suas comunidades de origem.

O objetivo é dar oportunidade de trabalho e renda para meninos e meninas que cumprem medidas socioeducativas em semiliberdade. Com a parceria, os jovens serão capacitados como futuros empreendedores em projetos desenvolvidos por eles.

Para o diretor da unidade da Penha, Carlos Wilson Ribeiro Fernandes, a parceria com RioSolidario e o IPP é fundamental para o Criaad.

– A medida de semiliberdade é uma medida que prepara o jovem para retornar ao convívio social. Se a gente não realizasse as parcerias, estaria trabalhando de forma equivocada. Desta maneira, a gente faz com que eles retornem ao seio da família, ou seja, à sociedade – afirmou o diretor.

Neste primeiro momento, a equipe do IPP ouviu cerca de 40 jovens, entre 15 e 19 anos. A próxima etapa já está agendada para a próxima semana quando todos serão ouvidos individualmente e começarão a planejar junto ao instituto um novo futuro.

– Eu quero que eles me ajudem a fazer um curso de mestre de obras ou de bombeiro. Vou conseguir também os meus documentos e, então, vou poder fazer esses cursos – disse o jovem M, de 18 anos.

O trabalho será feito ainda nos Criaads de Santa Cruz, Bangu e Ricardo de Albuquerque.