Ação faz parte do programa Autonomia Sim, que já doou 496 cadeiras em quatro anos

_MG_5496

A primeira-dama e presidente de honra do RioSolidario, Maria Lucia Cautiero Horta Jardim, formalizou, nesta terça-feira, a doação de 200 cadeiras de rodas para a Associação Beneficente de Reabilitação (ABBR), 200 para a Associação Fluminense de Reabilitação (ARF) e outras oito para pessoas físicas atendidas pelo Plantão Social da ONG. A ação faz parte do projeto Autonomia Sim, que tem como objetivo conscientizar governos, empresas e a população sobre a importância da autonomia para as pessoas portadoras de necessidades especiais.

De acordo com o Censo 2010, o estado do Rio de Janeiro tem 24,4% dos seus mais de 16 milhões de habitantes com algum tipo de deficiência.

– Nós do RioSolidario ficamos muito felizes por estarmos encerrando um ciclo com essa doação. Nesse período, nós pudemos desenvolver um olhar para as coisas que são muito importantes para o ser humano. Não podemos imaginar o desespero de uma pessoa que precisa de uma cadeira de rodas para se locomover e que não pode comprá-la. Eu sempre falo que a nossa ONG é uma gota no oceano, mas nós conseguimos ajudar muitas pessoas – disse a primeira-dama.

Para o presidente da ABBR, Deusdeth Gomes do Nascimento, a doação é um ato de reconhecimento da importância social das instituições que trabalham na reabilitação das pessoas.

– Cada gesto desses nos fortalece e nos renova a esperança de um país que nós queremos. Um Brasil não só do discurso, mas da materialização dessa responsabilidade social – afirmou.

A presidente da AFR, Nilce Belchior, agradeceu pelo apoio do RioSolidario.

– Esse trabalho muda os nossos valores completamente. Nós crescemos juntos com o RioSolidario e estamos trabalhando para servir a sociedade da melhor maneira possível. Nosso muito obrigado, muito obrigado das nossas crianças. Não tem alegria maior do que ver uma criança chegar com tantos problemas e, depois de um tempo, conseguir andar.

Autonomia Sim

Em quatro anos, o RioSolidario publicou três editais de chamamento público para atender demandas das instituições que atendem pessoas com deficiência, totalizando R$ 6,6 milhões. No mesmo período, a equipe da ONG realizou 496 doações de cadeiras de rodas para pessoas físicas e instituições.

Texto: Suzane Lima

Fotos: André Gomes de Melo