Para Luiza Marques, da equipe de coleta de sangue do Hemorio, o material é extremamente utilizado, já que para cada doador de sangue do instituto, um novo equipamento de proteção tem que ser utilizado

Luiza Marques, colaboradora do Hemorio, utilizando os EPIs doados

O ano 2020 vai ficar marcado, pelas dificuldades e superações. Desde o início da pandemia do Coronavírus, o RioSolidario vem mobilizando a solidariedade e a conscientização de pessoas, marcas e parceiros sobre ser ainda mais importante a união de todos para superarmos as adversidades deste período. E é com o sentimento de orgulho e gratidão que concluímos a entrega de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais e voluntários de saúde do Hemorio seguirem salvando vidas.

Foram 100 kits com gorros cirúrgicos, luvas de procedimentos não cirúrgicos, protetores oculares e aventais, um total de cerca de 20 mil itens, destinados para o Instituto Estadual de Hematologia Arthur da Siqueira Cavalcanti (Hemorio), por meio da campanha de financiamento coletivo “Solidariedade contra o Coronavírus”, que reuniu 40 apoiadores e arrecadou R$ 20,5 mil com o apoio da sociedade civil.

“Sabemos que hoje os equipamentos de proteção individual são fundamentais para evitarmos a disseminação do vírus, principalmente no ambiente hospitalar. Também temos os voluntários doadores de sangue do Hemorio que precisamos preservar. A aquisição de EPIs neste momento não está sendo simples, pois os preços estão elevados e os materiais escassos, então essa contribuição do RioSolidario vai auxiliar muito o nosso dia a dia”, declarou o diretor geral do instituto, Luiz de Melo Amorim Filho.

Para Luiza Marques, da equipe de coleta de sangue do Hemorio, o material é extremamente utilizado, já que para cada doador de sangue do instituto, um novo equipamento de proteção tem que ser utilizado.

Estímulo à solidariedade e doação de sangue durante a crise de Covid-19

Fruto de uma ação social em parceria com a Piraquê, marca de massas, biscoitos e torradas pertencente à M. Dias Branco, recebemos o recurso de R$ 200 mil para a compra de 1.000 kits (EPIs). Foram 222 mil itens dentre gorros cirúrgicos, luvas de procedimentos não cirúrgicos, protetores oculares e aventais, direcionados para profissionais da instituição referência em coleta de sangue e produção de hemoderivados no estado.

Para fazer com que a corrente de solidariedade fosse ainda mais forte, a Piraquê também estimulou a doação de sangue, de forma segura e de acordo com as regras sanitárias no período, destinando para cada bolsa de sangue arrecadada nas campanhas do Hemorio 500 alimentos ao Mesa Brasil, banco de alimentos gerido pelo Sesc.

Confira neste link mais iniciativas do RioSolidario durante a pandemia.
Apoie aqui o movimento #EuTransformoRealidades.