Iniciativa terá investimento de R$ 2,6 milhões e vai beneficiar 678 jovens em nove anos, em Barra Mansa

RJ 21-12-2018. Assinatura Termo Aditivo Peugeot, Senai e RIOSOLIDARIO. Fotógrafo: André Gomes de Melo

O RioSolidario, em parceria com o Groupe PSA e a Secretaria de Educação, assinou, nesta sexta-feira (21/12), a renovação do convênio que oferece curso técnico em eletrotécnica junto com o ensino médio no Ciep Professora Antonieta Salinas de Castro, em Barra Mansa. A parceria terá validade até 2026 e deve oferecer 76 vagas por ano divididas em duas turmas. No total, em nove anos de programa, serão investidos R$ 2,6 milhões e 678 jovens poderão ser beneficiados.

Os estudantes terão aulas em tempo integral e sairão da unidade preparados para atuarem no mercado de trabalho. Além da grade curricular regular do ensino médio, os jovens cursarão disciplinas do curso técnico ministradas pelo Senai/RJ. O RioSolidario é responsável pela gestão administrativa, financeira e a aplicação dos recursos investidos pelo Groupe PSA na iniciativa.

– É realmente muito bom poder dar continuidade a essa parceria porque ela é responsável pela mudança real na vida das pessoas. Oferecer oportunidades através da educação é uma das maiores bandeiras do RioSolidario e nos orgulha muito que esse programa tenha rendido frutos tão positivos – afirmou a diretora do RioSolidario, Liliana Pinelli.

O secretário estadual de Educação, Wagner Victer, destacou que o tempo de aula do curso técnico supera até mesmo a formação de engenharia das universidades.

– Cada aluno terá 46 tempos de formação técnica por semana. São nove horas de aula por dia, incluindo o ensino médio. Isso dá a dimensão do profissional que estamos colocando no mercado.

Na última quarta-feira (19/12), os primeiros 57 alunos do convênio se formaram, depois de três anos de aprendizado. O gerente-geral de Relações Externas do Groupe PSA, Fernando Flórido, afirmou que eles serão incluídos na base de dados da empresa para serem avaliados e terem mais oportunidades de trabalho.

– O resultado foi surpreendente e superou todas as expectativas. Fiquei muito feliz de poder ver que os alunos estão pensando também em abrir seus próprios negócios em uma área que precisa tanto de mão de obra por conta do pólo automotivo do sul fluminense – disse.