Sobre o projeto

Computadores em estações de trem, barcas e no Teleférico facilitam a denúncia contra violência doméstica

Com o objetivo de criar mecanismos que auxiliem na luta contra a violência doméstica, o RioSolidario em parceria com a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Banco Mundial, SuperVia e Secretaria de Estado de Transportes desenvolveram uma espécie de celular do tipo smartphone, totens, com o objetivo de facilitar e encorajar mulheres cariocas a denunciarem seus agressores.

Com toques na tela, as usuárias das estações de trem, das barcas e do teleférico têm conhecimento de leis de garantia dos direitos da mulher, além de dados sobre a rede de saúde e segurança especializada. O projeto também foi instalado no Hospital Geral de Nova Iguaçu e Esquina da Cidadania (Nova Iguaçu), no Hospital do Joca (Belford Roxo), no Hospital de Emergência (Resende), na sede da prefeitura de Niterói e na casa dos conselhos municipais Augusto Ângelo Zanatta (Petrópolis).

Para garantir o sigilo, não é preciso dizer o nome. Assim, o anonimato fica garantido. Basta informar a cidade onde mora e a idade. Com esses dados, o governo terá condições de realizar um mapeamento da situação da rede especializada de atendimento, bem como das necessidades das mulheres, por faixa etária. Caso tenha interesse, a usuária pode informar o telefone e receber, por mensagem de texto via celular, informações e dados contidos no totem.

Através do Via Lilás a mulher tem acesso, quando quiser, a endereços e telefones, por exemplo, de delegacias especializadas e centros de atendimento.

40

EQUIPAMENTOS INSTALADOS

GALERIA DE IMAGENS