Sobre o projeto

Com iniciativa, jovem se torna agente multiplicador de educação no trânsito

Capacitar o jovem para o mercado de trabalho e estimular o conhecimento sobre a legislação de trânsito e a carreira profissional são os principais objetivos do Passo a Passo, projeto realizado em parceria com o Detran. Ao serem aprovados no processo de inscrição, os jovens são encaminhados para atividades administrativas de suporte no Detran e participam da ação Esquina Exemplar nos sinais de trânsito com distribuição de material educativo. Eles também participam de oficinas, palestras, cursos internos e fazem visitas a museus, teatros e cinemas.

Além disso, todos os participantes preenchem um formulário de perfil social para que a equipe de assistentes sociais do RioSolidario possam mapear a situação socioeconômica das famílias, obter informações escolares dos jovens, e avaliar as áreas profissionais e/ou cursos de formação profissional, condições de moradia, composição familiar, entre outras informações do universo social.

Vitor Sousa do Nascimento

Vitor Sousa do Nascimento, de 21 anos, conheceu o RioSolidario aos 15 anos. Em busca de qualificação e oportunidades de trabalho, ele procurou o programa voltado para jovens. Vitor fez parte de outros dois projetos até chegar ao Passo a Passo. Segundo ele, as ações foram fundamentais para que, depois de muito aprendizado, ele hoje estivesse empregado:

–  Aprendi muitas coisas nas áreas administrativas, marketing pessoal, relacionamento interpessoal, como agir no mercado de trabalho. Amadureci profissionalmente e tudo isso me ajuda muito nos dias de hoje. O RioSolidario conseguiu me transformar no que sou hoje e abrir meus caminhos – conta Vitor, que atualmente trabalha em um salão de beleza.

Para se inscrever o jovem precisa ter entre 18 e 22 anos, ter no mínimo o  8º ano, estar vinculado à rede de ensino; ser oriundo de projetos sociais do RioSolidario ou indicado pela Associação de Moradores, Conselho Tutelar, Centros de Referência Especializados em Assistência Social (Creas), Centros de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaads), Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Coligação das Associações e Moradores do Complexo de Grajaú, Jacarepaguá e Lins, Nova Cedae, Detran, Unidades de Polícia Pacificadoras ou 2ª Vara da Infância e Juventude do município do Rio de Janeiro.

Ao exercer a atividade, este jovem nomeado agente multiplicador de educação no trânsito, recebe ajuda de custo para alimentação e transporte, além de bolsa-auxílio mensal durante um ano – período máximo de permanência no projeto.

***As inscrições para este projeto estão temporariamente suspensas.

GALERIA DE IMAGENS