Sobre o projeto

No dia 24 de setembro de 2015, o RioSolidario realizou o II Encontro Autonomia para Pessoa com Deficiência, no auditório da Firjan, no Centro do Rio. Em sua segunda edição, o evento coloca em debate a Lei Brasileira de Inclusão e os desafios da reabilitação. O objetivo é sensibilizar e conscientizar governos, empresários e sociedade sobre a importância da inclusão e da autonomia da pessoa com deficiência.

O governador Luiz Fernando Pezão e o secretário Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antonio José Ferreira, participaram da abertura do encontro idealizado pela  primeira-dama do Estado e presidente do RioSolidario, Maria Lucia Horta Jardim.

Notícia: RioSolidario promove o II Encontro Autonomia para Pessoa com Deficiência

O encontro contou com duas mesas de debates:

Mesa 1 – Conquistas e desafios da Lei Brasileira de Inclusão

No espaço, o secretário Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antonio José Ferreira, e o presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB/RJ, Geraldo Nogueira, falaram sobre as conquistas e desafios da nova legislação. A mesa teve como mediador o assessor da Secretaria de Estado de Governo, Fabio Fernandes.

Notícia: Lei Brasileira de Inclusão é o primeiro tema de debate do II Encontro Autonomia

Mesa 2 – Desafios da Reabilitação

A deputada federal Mara Gabrilli, o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto, a secretária Municipal da Pessoa com Deficiência do Rio de Janeiro, Georgette Vidor, e o administrador da Associação Fluminense de Reabilitação (AFR), Telmo Hoelz, discutiram os desafios da reabilitação. O superintendente de Políticas para Pessoa com Deficiência da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Marco Castilho, mediou o debate.

Notícia: Participantes de encontro debatem desafios da reabilitação

O encontro ainda contou com a palestra motivacional do presidente da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais, Sandro Laina. Ele falou sobre a experiência da equipe brasileira no Parapan de Toronto, e da importância da prática do esporte para as pessoas com deficiência.