RJ 05-02-2019. Seleção Jovem Aprendiz Cedae. Fotógrafo: André Gomes de Melo

Seis jovens chegaram à fase final da seleção para o Jovem Aprendiz Nova Cedae (Crédito: André Gomes de Melo)

Esta terça-feira (05) foi dia de seis jovens darem mais um passo na busca pela primeira experiência profissional. Cadastrados no Banco de Jovens do RioSolidario, eles participaram de uma das etapas finais do processo seletivo do projeto Jovem Aprendiz Nova Cedae, conduzido por meio de uma parceria que firmamos com a companhia estadual de saneamento e que já completa 10 anos de trabalho conjunto. Nesta fase presencial, os candidatos trouxeram a documentação solicitada e receberam orientações sobre os procedimentos de admissão e também a respeito da postura no ambiente de trabalho.
xxx
– O ambiente corporativo é totalmente diferente do convívio da família e da comunidade. Como é a primeira oportunidade da maioria deles, é importante que cheguem preparados, sabendo o que vão enfrentar. Ficamos sempre à disposição para que eles voltem para conversar conosco em caso de conflito ou dificuldade e temos o feedback tanto do CIEE (Centro Integrado Empresa-Escola), responsável pela capacitação, como da empresa, nesse caso, a Cedae. Sempre que necessário, chamamos o jovem para buscar compreender e resolver o problema – conta Sueli Pacheco, coordenadora do Banco de Jovens do programa Futuro Agora do RioSolidario.
xxx
A coordenadora destaca a documentação – parte burocrática da admissão -, a ética profissional, a importância de o profissional preservar a imagem da empresa, os cuidados sobre redes sociais e uso do celular no ambiente de trabalho, postura profissional e trabalho em equipe como os principais pontos abordados nesta etapa.
xxx
Transformação em família
xxx
Mas o processo que pode conduzi-los à vida profissional nem sempre é o primeiro contato dos jovens com o RioSolidario. Em 2017, através da rede de proteção à mulher, a mãe de André e sua irmã mais nova foram acolhidas na Casa Abrigo Lar da Mulher, espaço que ampara mulheres vítimas de violência doméstica e lhes proporciona assistência desenvolvida por uma equipe multidisciplinar que trabalha o acolhimento na sua integralidade e onde viveram durante seis meses.
xxx
O amparo recebido na Casa Abrigo foi fundamental para que o jovem pudesse voltar a contar com o carinho e o apoio de sua mãe, que agora possui condições de dedicar-se ao futuro de sua família. A transformação pela qual passou fez com que ela se mantivesse atenta a oportunidades para André. Foi essa a maneira pela qual o trabalho do RioSolidario entrou novamente em sua vida, mais de um ano depois.
RJ 05-02-2019. Seleção Jovem Aprendiz Cedae. Fotógrafo: André Gomes de Melo

Etapa consiste na análise de documentação e também na orientação dos jovens a partir de informações a respeito do programa (Crédito: André Gomes de Melo)

 – Conheci o RioSolidario em um momento muito singular da minha vida. Durante esse período, o Abrigo foi a minha família. Depois de sair de lá, venho sempre acompanhando as informações de vocês e conheci o projeto (Jovem Aprendiz Nova Cedae). Vi que ele poderia participar pela idade e pelo ano escolar em que ele estava. Conversei com ele, expliquei a ele a importância. É uma oportunidade única, fico muito esperançosa de que tudo dê certo e que, novamente através do RioSolidario, outra pessoa da minha família tenha essa mudança de vida – conta.
xxx
Enquanto isso, em nosso auditório, André recebia atento as orientações dadas pelas coordenadoras, esperançoso para aquela que torce para ser sua primeira vivência no mercado.
xxx
– Está sendo muito interessante saber que posso trabalhar na Cedae, correr atrás dessa oportunidade em uma empresa grande, bastante conhecida. Vou tentar dar meu máximo lá”, comemora André Bernardo de França.
xxx
RJ 05-02-2019. Seleção Jovem Aprendiz Cedae. Fotógrafo: André Gomes de Melo

Coordenadoras de projetos do RioSolidario orientam os candidatos sobre a documentação necessária para o processo de admissão (Crédito: André Gomes de Melo)

O processo seletivo
xxx
Quem dá o sinal verde para o início do processo de recrutamento é a própria Cedae, por meio do envio das vagas. O RioSolidario, então, analisa os perfis solicitados pela empresa em nosso Banco de Jovens para, então, fazer a pré-seleção em contato com os candidatos via telefone e e-mail. A etapa seguinte, a citada nesta matéria, é uma seleção realizada no RioSolidario através de análise de documentos e informações sobre o Programa Jovem Aprendiz Nova Cedae, após a qual é realizado encaminhando para o processo de admissão.
xxx
Através do Jovem Aprendiz Nova Cedae, os futuros profissionais vão cumprir uma carga horária de 11 meses, para vagas de 6 horas diárias. ou 17 meses, caso de vagas de 4 horas diárias. Hoje a Cedae conta em seu quadro com 184 jovens ativos, incluindo pessoas com deficiência. A idade mínima para contratação é de 16 anos e a escolaridade mínima exigida é o 6º ano do Ensino Fundamental.