Autora Elaine Furlani contou histórias e entreteve crianças em nosso estande (Crédito: André Gomes de Melo)

Autora Elaine Furlani contou histórias e entreteve crianças em nosso estande (Crédito: André Gomes de Melo)

Por Flávio Amaral

Acompanhar a programação do estande do RioSolidario na XIX Bienal Internacional do Livro é certeza de que pais e filhos poderão participar de atividades idealizadas com carinho para toda a família. Neste fim de semana, os pequenos puderam se divertir com a autora Elaine Furlani, pedagoga especialista em Atendimento Educacional Especializado que apresentou de forma lúdica a diversidade das formas de expressão e comunicação a partir de uma história de uma criança autista em seu livro infantil “Vicente numa vida diferente”.

A autora Duda Macieira ajudou outras crianças a montarem seus livrinhos (Crédito: André Gomes de Melo)

A autora Duda Macieira ajudou outras crianças a montarem seus livrinhos (Crédito: André Gomes de Melo)

Ela conta que, durante cerca de 15 anos de vivência no trabalho com educação especial, as pessoas limitam a comunicação à fala, visão da qual discorda. “As pessoas diziam ‘ele não fala, então não se comunica’ e isso me atravessou.  Precisamos viabilizar todas as formas de comunicação. Nem sempre precisamos da voz para mostrar o que habita em nós”, conta Elaine, que partiu de recortes de várias histórias de alunos com os quais trabalhou até chegar a um personagem autista que se expressa por meio da pintura.

Além de ouvir, as crianças que foram ao nosso estande puderam ainda criar suas historinhas na Oficina de Livrinhos com Duda Macieira, que recebeu o incentivo dos pais e, aos 8 anos de idade, já se tornou escritora e ilustradora de livros.

Criador do "Paizinho, Vírgula!", Thiago Queiroz compartilha as vivências da paternidade com pais e mães (Crédito: André Gomes de Melo)

Criador do “Paizinho, Vírgula!”, Thiago Queiroz compartilha as vivências da paternidade com pais e mães (Crédito: André Gomes de Melo)

Os pais, por sua vez, mergulharam em temáticas do universo familiar em um bate papo com o autor Thiago Queiroz, conhecido como “Paizinho, Vírgula”. Chamou a atenção a presença de muitas mães na roda de conversa, que mostrou que, muitas vezes, mães e pais compartilham dúvidas e inseguranças similares e que as orientações cabem a todos.

“É fundamental que pais e mães possam ter esses espaços de acolhimento e troca de experiências e aprendizados. Muitos deles nunca tiveram quem trocasse uma palavra com eles sobre isso, ou mesmo alguém que tenha perguntado se estão se sentindo bem ou não. Muito mais que adquirir conhecimento, esse é um momento de se sentir acolhido”, conta Thiago, cujo apelido se deve à plataforma criada por ele na web, que reúne textos, vídeos e podcasts na qual trata de “tudo sobre criar filhos com empatia, respeito e afeto”, segundo a própria descrição do site.