Em parceria com o RioSolidario, o Instituto Masan ofereceu capacitação profissional de auxiliar de cozinha

Querando

O Instituto Masan realizou a formatura de mais 76 alunos do programa Quebrando Barreiras, que tem o RioSolidario, a ONG Entre Amigas, MetrôRio e Invepar como parceiros. No total, 76 moradores de comunidades pacificadas receberam seus certificados do curso de auxiliar de cozinha, e já podem atuar no ramo gastronômico.

Diretora do RioSolidario, Liliana Pinelli ressaltou a importância das parcerias para o sucesso do projeto e parabenizou os formandos.

– O Instituto Masan, a ONG Entre Amigas e o MetrôRio mostram que com as parcerias tudo é possível. Mas, se não fosse o esforço de cada um de vocês, não estaríamos aqui realizando esta formatura. Vocês agora estão mais capacitados e saindo para uma vida nova. Parabéns pela dedicação, e sucesso no futuro e na carreira que escolheram – disse Liliana Pinelli, na cerimônia realizada nesta quinta-feira (10/09).

Presidente do Instituto Masan, Adriana Pinto destacou o orgulho de formar mais quatro turmas no curso, que tem duração de três meses.

– Hoje estamos formando 76 alunos, de quatro turmas, e colocando essas pessoas no mercado de trabalho. Mais do que isso, estamos transformando vidas – declarou Adriana Pinto.

A dona de casa, Maria de Fátima Gomes, comemorou a formatura de seu filho Márcio Luiz Gomes, de 28 anos, que tem síndrome de West e autismo. Ela contou que, além de ajudá-la a preparar refeições, Márcio está mais comunicativo, já que foi muito bem recebido por sua turma.

– Ele está mais interessado. Já fez até bolo de chocolate. No Dia das Mães, me ajudou a fazer a torta salgada do almoço. Ele olha tudo e observa a validade dos produtos. Antes, não tinha relação com a cozinha, mesmo já tendo feito curso de atendente de lanchonete.  Minha perspectiva agora é que ele entre no mercado de trabalho – disse Maria de Fátima Gomes.

Waldicéia Ferreira, de 59 anos, moradora do Fallet, já fazia quentinhas antes de participar do curso de auxiliar de cozinha. Com as aulas, entretanto, conseguiu aumentar as vendas e fidelizar mais clientes.

– Os clientes gostam quando sabem que fiz o curso. A qualidade das quentinhas também aumentou, pois aprendi técnicas de corte, novos tipos de salada e pratos diferentes. Pretendo continuar na culinária – revelou Waldicéia Ferreira.

O programa Quebrando Barreiras visa qualificar moradores de comunidades assistidas por Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), egressos do sistema prisional e pessoas com deficiência nos cursos de capacitação profissional para auxiliar de cozinha, copeiro e lactarista. Os cursos, que são compostos por aulas práticas e teóricas de disciplinas como ética, matemática e português, é ministrado no Centro de Capacitação da Masan (CCM), que está localizado na sede da ONG Entre Amigas, no prédio do MetrôRio.

Texto: Gabriela Murno

Fotos: Bruno Itan