Primeira-dama Helena Witzel em visita ao Batan (Crédito: André Gomes de Melo)

Primeira-dama Helena Witzel em visita ao Batan durante a festa da Páscoa (Crédito: André Gomes de Melo)

Em uma quinta-feira (17) recheada de chocolate, personagens da Turma da Mônica entraram em cena para animar a festa de Páscoa das creches do RioSolidario, mas o protagonismo foi mesmo das cerca de 600 crianças atendidas pelos Espaços de Educação Infantil. Afinal, eles foram contemplados com a arrecadação da campanha Páscoa Solidária, que bateu um recorde de doações em 2019: foram 2551 caixas de bombom, além de caixas de Bis, barra de chocolate e colomba pascal.

Todos esses produtos também fizeram a alegria de crianças que residem com suas mães na Casa Abrigo Lar da Mulher e outras 14 instituições cadastradas em nossa rede, como o Educandário São Lázaro (Nova Iguaçu), Orfanato Santo Antônio (Niterói), APAE (Barra do Piraí), Projeto Efraim (Mesquita), Escola Comunitária Semeando o Futuro (São Gonçalo), Novo Amanhecer Obras Sociais (São João de Meriti), Lar das Crianças Especiais de Saquarema (Saquarema).

Nossa presidente de honra, a primeira-dama Helena Witzel, acompanhou a festa de Páscoa do Espaço de Educação Infantil Batan. Cercada e abraçada pelos pequenos, ela conferiu o empenho da equipe no preparo das atividades e no trabalho pedagógico atrelado ao tom lúdico dado às festividades na creche. “Estar envolvida na alegria das crianças é tão contagiante quanto ver de perto a dedicação da equipe das creches do RioSolidario no trabalho realizado com elas. Que os pequenos e suas famílias tenham uma Páscoa de muita luz!”, desejou a primeira-dama.

Crédito das fotos: André Gomes de Melo

Gol da solidariedade

Quem também acompanhou a festa de Páscoa no Espaço de Educação Infantil Batan foi o MC Sam. Ele também participou da nossa campanha em 2018, quando entregou doações na Vila do João. O músico promoveu no dia 14 de abril uma partida de futebol beneficente na qual arrecadou caixas de bombom para a Páscoa Solidária. Assim como fez no ano passado, ele fez questão de acompanhar e participar da nossa entrega.

“Estou muito feliz em saber que estou ajudando de alguma forma, fiquei surpreso e emocionado quando soube que batemos um recorde. Ajudar sempre esteve no meu coração, já passei por situações difíceis, assim como muitos já passaram. Farei o que eu puder para ajudar”, afirma Sam.