Jogador é o único brasileiro em sua categoria que está entre os melhores

GEDSC DIGITAL CAMERA

O paratleta, Júlio Braz, 25 anos, da seleção brasileira de rugby em cadeira de rodas, foi o único brasileiro a ser considerado um dos 10 melhores jogadores do mundo em sua categoria, como revelação, pelo site do Movimento Paralímpico, do Comitê Paralímpico Internacional (IPC). O site irá destacar atletas para todos os 22 esportes paralímpicos, que serão acompanhados pelo Comitê nos próximos anos.

A escolha foi uma parceria com o World Archery e a Federação Internacional de Rugby em Cadeira de Rodas (IWRF). Os escolhidos são atletas com forte potencial de participar do próximo ciclo paralímpico antes dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Júlio Braz, com cerca de dois anos de carreira, já conquistou o Campeonato Brasileiro de Rugby CR e foi selecionado para os Jogos Paralímpicos Rio 2016, além de duas competições internacionais com a Seleção Brasileira de Rugby de cadeira de rodas.

O atleta, de alto rendimento, joga atualmente no Minas Quad Rugby, onde foi campeão brasileiro. Morador de Mesquita, na Baixada Fluminense, ele se divide entre os treinos e o serviço público. Júlio nasceu com má formação congênita em ambas as pernas e na mão direita.

– Fico muito feliz por ter sido citado entre os melhores jogadores do mundo na modalidade. Isso é fruto de um excelente trabalho que a Associação Brasileira de Rugby em Cadeira de Rodas (ABRC) vem realizando para o crescimento do esporte no nosso país. Gostaria também de agradecer aos meus companheiros de clube e de Seleção Brasileira, pois ninguém cresce sozinho em um esporte coletivo – destacou Júlio.

Até o dia 19 de Janeiro, o Comitê Paralímpico Internacional divulgará os melhores das modalidades, em duas categorias por dia.

 

Texto: Gisele Rocha

Foto: Divulgação