Indicados pelo RioSolidario, meninos e meninas começam a trabalhar na companhia em março

RioSolidario leva jovens para capacitação no Ciee

Mais 28 jovens foram convocados pelo RioSolidario para trabalharem na Nova Cedae, pelo programa Jovem Aprendiz. Nesta terça-feira (16/02), parte dos selecionados esteve no Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE Rio) para a entrega de documentos e direcionamento para a realização do exame admissional e abertura de conta. O restante comparecerá à unidade nesta quarta-feira (17/02).

Na próxima semana, eles voltarão ao CIEE Rio para a assinatura dos contratos e também para saberem um pouco mais sobre o novo emprego. Os meninos e meninas trabalharão, a partir de 1° de março, em atividades supervisionadas em áreas administrativas da companhia.

Os jovens não conseguiam esconder a alegria e ansiedade por conquistarem uma oportunidade no mercado de trabalho. Aos 17 anos, Carla Helena Barbosa chegou ao Banco de Jovens do RioSolidario depois da indicação de uma amiga, que já trabalha como jovem aprendiz.

– Já trabalhei com telemarketing, mas estava atrás de uma nova chance. Quero ter a experiência de estar em uma grande empresa e me relacionar com pessoas de diferentes perfis – disse Carla Helena, que cursa o 2° ano do Ensino Médio e mora do Catumbi, Zona Norte do Rio.

Com duração de dezessete meses, cada participante da nova turma do Jovem Aprendiz Nova Cedae cumpre jornada de trabalho de quatro horas diárias. A cada quatro dias de atividades práticas, o jovem tem um dia dedicado a atividades teóricas, no CIEE Rio. Pela jornada mensal, os aprendizes recebem salário, auxílio refeição ou alimentação, vale-transporte, FGTS, férias, décimo terceiro e contagem de tempo de serviço para o INSS, além de seguro de vida.

Nem mesmo as quase três horas para chegar ao Centro do Rio desanimaram o jovem Maicon de Lima, de 17 anos, morador de Vargem Grande, na Zona Oeste. Ele já faz planos para o primeiro salário.

– Será minha primeira experiência de trabalho. Além de ajudar minha família, gosto de estudar e quero comprar muitos livros. Estou curioso também para as aulas teóricas – contou Maicon, que cursa o 2° ano do Ensino Médio.

Atualmente, 196 jovens indicados pelo RioSolidario, incluindo pessoas com deficiências intelectuais, trabalham na Nova Cedae por meio do programa Jovem Aprendiz.

Parcerias

A parceria do RioSolidario com a Nova Cedae e o CIEE Rio tem como objetivo encaminhar jovens, principalmente de comunidades carentes ou em situação de vulnerabilidade social, ao mercado de trabalho. A iniciativa é uma forma de dar a esses jovens futuros mais promissores.

O RioSolidario cadastra meninos e meninas de 14 a 23 anos no Banco de Jovens, que faz parte do programa Futuro Agora, e seleciona os candidatos para o Jovem Aprendiz Nova Cedae, de acordo com a necessidade da companhia. O CIEE Rio é responsável pela contratação dos jovens e pelas atividades teóricas do programa.

Texto: Gabriela Murno

Fotos: Maurício Pingo