Selecionados participarão do programa Jovem Aprendiz da Nova Cedae

Jovem Aprendiz Cedae

Em busca do primeiro emprego, jovens com deficiência intelectual participaram, nesta sexta-feira (07/08), do processo seletivo para quatro vagas do programa Jovem Aprendiz da Nova Cedae. Eles estiveram na sede do RioSolidario, acompanhados de seus responsáveis, e puderam saber como será a experiência de trabalho, caso sejam aprovados. Os selecionados atuarão no recadastramento de clientes da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

– A importância da iniciativa é dar mais dignidade e autonomia às pessoas com deficiência. Todos nós somos diferentes. O deficiente intelectual é diferente, mas pode sim trabalhar, produzir e se sentir útil. Não podemos subestimar a capacidade dessas pessoas porque elas são diferentes. Devemos dar oportunidades – disse Cyntia Barthel, coordenadora do Autonomia Sim, programa do RioSolidario voltado para a promoção da autonomia de pessoas com deficiência.

Para os jovens, o novo emprego, além de ser uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho, dará mais a autonomia a cada um dos aprovados.

– Com esse dinheiro, posso ajudar em casa, mas também ter independência de comprar as minhas próprias coisas. A primeira oportunidade é sempre boa. Se der certo, posso conseguir novos empregos a partir disso – ressaltou Bruno Luiz Gerloff, de 16 anos, que tem hiperatividade.

Formado em Design e Mídia Digital na PUC-Rio, Cesar de Carvalho, de 23 anos, disse que o trabalho o ajudará a entender como funciona uma grande empresa como a Nova Cedae. Ele, que tem Síndrome de Asperger, sonha em ser empreendedor.

– Faço curso de animação 3D, inglês e música. Quero fazer todas as etapas da animação e pretendo ser um empreendedor – disse Cesar.

Já para Marcos Vinícius Morais, de 23 anos, que tem retardo mental leve, trabalhar na Nova Cedae significa também uma grande oportunidade de aprendizado, pois além do novo emprego, os selecionados farão também cursos no CIEE.

Com duração de onze meses, cada participante do Jovem Aprendiz Nova Cedae cumpre uma jornada de trabalho de seis horas diárias. A cada quatro dias da semana de atividades práticas, o jovem tem um dia dedicado ao CIEE-RJ para atividades teóricas. Pela jornada mensal, recebem salário, auxílio refeição, vale-transporte, FGTS, férias, décimo terceiro e contagem de tempo de serviço para o INSS, além de seguro de vida.

Texto: Gabriela Murno

Fotos: Bruno Itan