Ingressos a partir de R$ 10 estão disponíveis para competições em 23 modalidades esportivas

paralimpiadas 01

A Olimpíada Rio 2016 acabou, mas a chance de torcer pelo Brasil ainda não. A partir do dia 7 de setembro, será a vez dos paratletas entrarem em campo para conquistar mais medalhas. A maior edição dos Jogos Paralímpicos já realizada até hoje reunirá 4.500 atletas de 176 países em disputas de 23 diferentes esportes. Os ingressos para as competições custam a partir de R$ 10 e estão disponíveis no site https://www.rio2016.com/paralimpiadas. Os Jogos acontecem até o dia 18.

O Brasil é uma potência no esporte Paralímpico e, nos Jogos Rio 2016, o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) estabeleceu a meta de ficar entre os cinco melhores no quadro de medalhas. Para isso, a equipe brasileira conta com astros de nível internacional em vários esportes como, por exemplo, a natação. O principal astro é Daniel Dias, que ganhou seis ouros nos Jogos Londres 2012. Outro grande nome da natação brasileira é André Brasil que há quatro anos ganhou três ouros e duas pratas.

No atletismo, entre os nomes de destaque estão Teresinha Guilhermina, que ganhou dois ouros em Londres 2012, e a dupla de velocistas que competem nos 200m da classe T47: Petrucio Ferreira, recordista mundial, e Yohansson Nascimento, campeão Paralímpico e mundial. Outro recordista mundial que vai representar o Brasil com boa chance de ouro é Daniel Tavares, nos 400m classe T20.

No futebol de 5, versão do futebol para deficientes visuais, o Brasil é tricampeão Paralímpico, e dois jogadores, Jefinho e Ricardinho, já foram eleitos melhores do mundo. O Brasil também foi medalha de prata nos Jogos Paralímpicos de Londres 2012 no Goalball. Já na bocha, Maciel Santos Maciel Santos foi medalha de ouro na categoria individual BC2 dos Jogos Londres 2012 e é um dos destaques da equipe brasileira que promete brilhar em casa. Além disso, o brasileiro Jovane Guissone é atual campeão Paralímpico no esgrima em cadeira de rodas e também tem chances de subir ao pódio novamente.

Emoção na abertura

Uma grande festa com quase três horas de duração está programada para o início dos Jogos Paralímpicos, no dia 07, no Maracanã. O escritor e dramaturgo Marcelo Rubens Paiva, o artista plástico Vik Muniz e o designer Fred Gelli assinam a direção criativa da cerimônia de abertura. Em entrevista ao portal Rio2016.com, Paiva, que é cadeirante desde os 20 anos e nadador desde os seis, contou que a equipe foi em cerca de seis shows em Las Vegas para buscar inspiração. Segundo ele, a cerimônia contará com truques de mágica e muita emoção.

– A gente politizou nossa cerimônia, foi proposital, eu bati muito o pé. Começa com bom humor para mostrar que deficiente também ri, também se mete em situações engraçadas, para derrubar o estereótipo do tristinho. E mostrar solidariedade, que nós nos ajudamos, que as pessoas nos ajudam, por boa vontade. Durante minha vida toda, nunca ouvi alguém se recusar a me ajudar, e isto acontece com todos os deficientes. A gente desperta o que há de bom no homem – afirmou o escritor, completando sobre a apresentação:

– Você vai chorar de emoção, em alguns momentos.

Compra para grupos

Escolas e grupos interessados em ver de perto as disputas dos Jogos Paralímpicos ganharam um novo canal para compra de ingressos. O Comitê Rio 2016 criou uma central de vendas voltada especificamente para situações desse tipo. Entre as vantagens da novidade estão as possibilidades de garantir ingressos para modalidades que acontecem em locais próximos e de adquirir uma sequência de assentos para uma determinada competição. O atendimento é feito por meio do e-mail vgrupos@rio2016.com. Mais informações pelo site www.rio2016.com/educacao.

Confira as modalidades das Paralimpíadas:

Atletismo

Basquetebol em cadeira de rodas

Bocha

Canoagem de velocidade

Ciclismo de estrada

Ciclismo de pista

Esgrima em cadeira de rodas

Futebol de 5

Futebol de 7

Goalball

Halterofilismo

Hipismo

Judô

Natação

Remo

Rugby em cadeira de rodas

Tênis de mesa

Tênis em cadeira de rodas

Tiro com arco

Tiro esportivo

Triatlo

Vela

Voleibol sentado

Leia mais:

Arenas dos Jogos Paralímpicos contam com acessibilidade e audiodescrição

Fotos: Rio2016