RioSolidario recebeu doações de kits de beleza para mulheres atendidas pela Casa Abrigo

 

kits de beleza para a Casa Abrigo

Com 117 milhões de usuários no Brasil, o Facebook proporcionou uma conexão de solidariedade:  o grupo Convento das Poderosas do Rio de Janeiro se uniu para contribuir para o resgate da autoestima das mulheres vítimas de violência doméstica atendidas pelo RioSolidario, na Casa Abrigo Lar da Mulher.

O grupo doou, nesta segunda-feira (02/10), 12 kits com itens de beleza e higiene íntima para as mulheres que vivem abrigadas no Lar da Mulher. Entre os produtos, maquiagem, esmalte, perfume, cremes e prendedores de cabelo. Os itens foram recolhidos pelas próprias mulheres que participaram do primeiro encontro do grupo criado pelo facebook. Elas se reuniram no Parque de Madureira, no último dia 17 de setembro, para um momento de confraternização, após meses de contato virtual.

O grupo  foi criado por um advogado mineiro, com o objetivo de que as mulheres, algumas clientes, se ajudassem nas mais variadas situações. De lá, as moradoras do Rio e região metropolitana decidiram se encontrar, como explica uma das organizadoras, Gisele Miguel, 34 anos:

– Criamos um outro grupo só para o nosso encontro, mas decidimos fazer de cunho social. Foram mais de 60 participantes que doaram. Como era setembro, mês da prevenção ao suicídio, juntamos a situação das mulheres em vulnerabilidade no grupo e fizemos uma roda de bate-papo e uma palestra de prevenção ao suicídio – contou Gisele.

Para a coordenadora do Programa de Doações do RioSolidario, Mônica Miranda, a iniciativa de outras mulheres em prol das vítimas de violência doméstica demonstra a força da cooperação:

– O Convento das Poderosas prova, através dessa ação, para as mulheres vítimas de violência, que existe muita boa vontade, de disposição para enfrentar problemas com franqueza e fazer realmente algo a respeito para minimizar as dificuldades de pessoas que necessitam de ajuda – pontuou Mônica.

Andreza Vieira, 24 anos, que, mesmo morando em São Gonçalo, trouxe a filha de dois anos para fazer a entrega das doações:

– Acho muito importante, pois, muita das vezes, a gente está do lado de alguém que a gente não sabe a situação que a pessoa se encontra. Às vezes, passam por dificuldades e a gente não sabe. Então, decidimos ajudar de alguma forma – enfatizou Andreza.

Fernanda França, de 28 anos, teve uma história de superação e que pode ser inspiradora para muitas mulheres:

– Eu me identifiquei muito com a escolha do local, pois já passei por momentos difíceis, por isso, foi lindo poder participar disso, de poder ajudar. Para as mulheres da Casa Abrigo, um recado: não desistam. A sua vida não acabou. A gente busca forças de onde não tem, a caminhada é longa, mas é possível – encorajou, emocionada.

O próximo encontro já tem data marcada: 22 de outubro. O foco será o “outubro rosa”, que é a conscientização para prevenção ao câncer de mama. As participantes vão arrecadar alimentos e brinquedos.

Texto: Gabriela Hilário

Fotos: André Gomes de Melo