Representantes dos parceiros Senac e Secretaria de Estado da Casa Civil e Governança estiveram presentes à formatura do curso de jardinagem (Crédito: André Gomes de Melo)

Representantes dos parceiros Senac e Secretaria de Estado da Casa Civil e Governança estiveram presentes à formatura do curso de jardinagem (Crédito: André Gomes de Melo)

Por Flávio Amaral

Os 17 alunos da primeira turma do Curso de Jardinagem do Palácio Guanabara de 2019 se formaram nesta terça-feira (09) em cerimônia realizada no auditório do RioSolidario. O evento, que também contou com a participação de representantes do Senac e da Secretaria de Estado da Casa Civil e Governança, nossos parceiros no projeto, foi marcado por poesia e depoimentos cheios de emoção, que ilustram e valorizam o esforço dos estudantes durante os dois meses de aulas realizadas em nossa sede e nos jardins do Palácio Guanabara.

“Sabemos que apostar na capacitação profissional desses jovens é uma forma de aproximá-los de seus sonhos. É motivo de muito orgulho vê-los dar um passo pra sua vida profissional através de curso, que só é possível graças aos parceiros que estão conosco nessa iniciativa”, destacou a diretora executiva do RioSolidario, Juliana Dias.

Presidente de honra do RioSolidario Helena Witzel recebe das mãos da diretora executiva Juliana Dias o presente dado pelos alunos no dia da formatura (Crédito: André Gomes de Melo)

Presidente de honra do RioSolidario Helena Witzel recebe das mãos da diretora executiva Juliana Dias o presente dado pelos alunos no dia da formatura (Crédito: André Gomes de Melo)

A cerimônia foi marcada por poemas recitados pelo professor Julio César e pelos alunos premiados com um kit contendo equipamentos de jardinagem por terem obtido o melhor desempenho durante as aulas.

“Assim como um professor inspira seus alunos a serem profissionais, assim é Deus preparando para deixar nossa vida mais doce com as plantas”, diz um trecho do poema recitado pelo aluno Ângelo Neto. O outro formando agraciado com o prêmio, Antônio Maciel, destacou a importância da valorização dos insumos utilizados para preservação do ambiente e cuidados que podem ser tomados com nossas plantas utilizando materiais muito acessíveis, como borra de café diluída em água.