Além de divertir, festas juninas das creches do RioSolidario reforçam nas crianças a importância da consciência ambiental (Crédito: André Gomes de Melo)

Além de divertir, festas juninas das creches do RioSolidario reforçam nas crianças a importância da consciência ambiental (Crédito: André Gomes de Melo)

Os três Espaços de Educação Infantil do RioSolidario realizaram na última semana suas festas juninas. No dia 26/06, a Vila do João abriu a série com uma quadrilha super animada realizada pela equipe. No dia 28/06, foi a vez do Batan, que inclusive colocou a equipe de projetos do RioSolidario na dança! Nesta terça (02), a Cidade de Deus fechou a temporada de arraiás promovendo a integração entre funcionários, crianças e famílias.

As festas certamente não teriam o mesmo brilho sem a dedicação de professoras, recreadoras e todos os colaboradores. A decoração foi um quesito à parte: bandeirinhas e referências à temática junina tomaram completamente o espaço das creches, de forma integrada com o projeto norteador de 2019, a Turma da Mônica. Por isso, quem melhor que os personagens Chico Bento e Rosinha para celebrar os festejos juninos?

Como resultado, um impacto imediato no semblante das crianças, que, vestidas a caráter, abriam largos sorrisos ao verem o cenário completamente transformado. “Incentivamos bastante a integração da equipe e principalmente entre recreadoras e professoras, que planejam juntas. Por mais que seja uma atribuição das professoras, todas se envolvem juntas. Reservamos uma parte da entrada e uma barraca de selfie para criar essa integração entre equipe, aluno e família.”, conta Ana Paula Simões, coordenador pedagógica do Espaço de Educação Infantil Cidade de Deus.

Educando a consciência

A sustentabilidade ganhou atenção especial depois de um mês dedicado à consciência ambiental. No Batan, uma área da creche foi destinada à apresentação de trabalhos com materiais reaproveitados. “Estimulamos nas crianças a consciência ecológica, ensinando a jogar o lixo no lixo e não nos rios e mares, apresentando vídeos e músicas, contando histórias, tudo sempre de forma lúdica. Cada trabalho exposto foi pautado em um tema trabalhado em sala. A nossa equipe idealiza e separa o material e as crianças pintam”, explica a coodenadora pedagógica da creche do Batan, Elisabete Gonçalves.

Já na Cidade de Deus, a Pescaria Ambiental apresentava às crianças, de forma lúdica, a coleta seletiva e a reciclagem, mostrando que cada tipo de lixo tem o seu local de destino. “Esse trabalho envolveu crianças e famílias, já que cada aluno precisava trazer um tipo de material para a Pescaria Ambiental”, destaca Ana Paula.