_MG_5302

Recreadora se fantasia de Milena durante a festa da Páscoa no Espaço de Educação Infantil Batan (Crédito: André Gomes de Melo)

A Turma da Mônica, projeto norteador do trabalho pedagógico de nossas creches em 2019, foi integrada à temática da Páscoa durante a festa das creches na última quinta-feira (17). Na parte da manhã, acompanhamos na Vila do João uma pequena peça encenada por recreadoras com participação das crianças com uma história que girava em torno do Sansão, coelhinho de pelúcia da Mônica.

Já durante a tarde foi a vez de acompanharmos as brincadeiras no Batan, onde a recreadora Fernanda Araújo se fantasiou de Milena, personagem da Turma da Mônica que, segundo a equipe de Maurício de Sousa, traz à luz nos quadrinhos a temática da diversidade, gerando identificação por parte de meninas e mulheres negras, e reforça o valor da defesa dos animais, uma vez que, nas historinhas, a mãe de Milena é veterinária.

Fernanda explica a integração da Turma da Mônica – projeto norteador das atividades pedagógicas – ao calendário das creches. Em diversos momentos do período letivo, o tema é trazido ao convívio das crianças, por exemplo, com exibição de vídeos sobre os personagens de Maurício de Sousa. “A gente apresenta às crianças a Turma da Mônica, algo acessível para eles e que podemos mostrar na prática, trazendo para o real em forma de personagem e trabalhando a interação com os pequenos.”

A recreadora conta que pesquisou sobre a personagem para que tivesse mais recursos de implementar o trabalho junto aos alunos.”Nosso objetivo é mostrar às crianças através dos quadrinhos e dos vídeos exibidos a importância da amizade, do cuidado com os animais. O objetivo da Milena com eles é interagir de forma lúdica e de modo que eles possam entender melhor, como diz nosso projeto norteador desse ano, ‘brincando e aprendendo com a Turma da Mônica’. É muito bom ver a alegria, o brilho no olhar e o interesse deles em conhecer e aprender. Isso é muito satisfatório para nós”.

Já na Cidade de Deus, a temática da “Fazendinha” permitiu às crianças conhecerem os animais domésticos e selvagens e adotaram um coelho de verdade, ao qual chamaram de Sansão, como mascote.

 

Crédito das fotos: André Gomes de Melo