Alunos do Dupla Escola são aprovados no Enem e dão mais um passo rumo à carreira que escolheram (Crédito: Ciep 493 – Professora Antonieta Salinas de Castro)

Passado o Carnaval, as instituições de ensino superior abrem as portas para mais um semestre letivo. Em nosso estado, mais especificamente, algumas delas contarão a partir deste ano com jovens egressos do Programa Dupla Escola. Depois de muita dedicação durante horário integral no ensino médio, 26 jovens foram aprovados no Enem para universidades públicas ou conseguiram bolsas de estudos – inclusive de 100% – em instituições privadas.

“É muito importante para nós o sucesso desses jovens, que demonstra todo o empenho e dedicação não só deles, mas também do corpo docente. O mérito é de todos eles, que são tão engajados e comprometidos com os objetivos que norteiam o projeto desde seu lançamento: a valorização da educação e a certeza de ser esse o caminho para um futuro melhor. Que o sucesso desses jovens em seus estudos possa inspirar tantos outros que buscam um lugar na universidade”, comemora o Gerente-Geral de Relações Externas Brasil do PSA Groupe, Fernando Flórido.

Implementado no Ciep 493 – Professora Antonieta Salinas de Castro, em Barra Mansa, o Dupla Escola é uma parceria entre o RioSolidario, o PSA Groupe, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) e a Firjan SENAI-RJ, que integra o nosso Programa Futuro Agora. Lançado em 2016, com 70 alunos, o projeto conta hoje com mais de 200 estudantes envolvidos, divididos entre os três anos do Ensino Médio.

Protagonistas da própria história

As muitas horas de estudo foram de grande proveito para Raissa Estefania, que passou em segundo lugar para o curso de Direito na Universidade Federal Fluminense (UFF). Para ela, o projeto fez com que os alunos colhessem os frutos de sua dedicação, além de lhes proporcionar um olhar atento às diversas possibilidades que teriam para o futuro.

“O estudo integral com o foco também na capacitação profissional foi importante, principalmente para decidirmos em qual área iríamos ingressar, já que, com as aulas técnicas, tínhamos uma base de como seria o ensino superior. Ter essa capacitação já abriria muitas portas para nós, poderíamos trabalhar para pagar a faculdade ou para contribuir com a renda da família. O estudo integral é muito válido, pois ficamos mais tempo na escola e conseguimos tirar dúvidas com os professores nos momentos vagos e trocar mais informações ao longo do dia”, destaca Raissa.

Aprovado com bolsa de 100% pelo PROUNI para o curso de Sistemas de Informação no Centro Universitário Geraldo Di Biase, em Volta Redonda, João Pedro Thomaz reforça a participação dos professores e as competências adquiridas ao longo do projeto ao avaliar a contribuição do Dupla Escola para sua entrada no ensino superior.

“Foi por intermédio do projeto que tivemos acesso a uma infraestrutura adequada para um bom ensino, além de professores capacitados e de ótima qualidade. O estudo integral aliado à capacitação profissional nos possibilita desenvolver características como a capacidade de análise e organização, além de ser um diferencial para ingressarmos no mercado de trabalho em nossa área de interesse. Essa oportunidade foi imprescindível para a nossa formação, nos ensinando a valorizar as diversas formas de aprimorar nosso conhecimento.”

O RioSolidario parabeniza aos alunos por essa conquista em sua carreira!

Crédito das artes: Ciep 493 – Professora Antonieta Salinas de Castro