Roupa ideal e o que deve ou não ser falado na frente do recrutador estão entre as dúvidas mais comuns de quem busca uma nova oportunidade

Seleção para o Jovem Aprendiz

A entrevista é uma etapa muito importante – e também a mais temida – para quem está em busca de uma nova oportunidade no mercado de trabalho. Saber como se vestir e o que falar são dúvidas muito comuns, principalmente dos candidatos mais jovens. Em entrevista, Michele Domingues, assistente de Desenvolvimento Profissional do CIEE Rio, dá dicas de como se comportar na frente do recrutador. Ela conta ainda como deve ser a preparação para o dia e o que deve ou não ser feito depois da entrevista.

Como deve ser a preparação para a entrevista? É importante conhecer a empresa e o local da vaga?

Michele: Sim, é importante fazer uma pesquisa sobre a empresa e local da entrevista, antes da data agendada. O entrevistador pode perguntar ao candidato se ele conhece a empresa. Se ele souber responder, poderá ser mais bem avaliado em comparação aos demais, porque ele mostrou interesse e curiosidade. No entanto, o candidato deve esperar o momento certo para relatar seus conhecimentos.

Qual a roupa ideal?

Michele: Não existe uma roupa ideal, vai depender da vaga pleiteada. Devemos sempre ter o bom senso e não usar roupas curtas, decotadas, transparentes e chinelo. O cabelo deve estar dentro do padrão de higiene, cortado, limpo e penteado, e a maquiagem deve ser discreta, evitando cores fortes.

É importante levar para a entrevista o currículo e outros documentos?

Michele: Sim, é importante levar um currículo impresso mesmo que não seja solicitado, carteira de trabalho e os documentos padrão: RG e CPF. Mas os documentos devem ser apresentados apenas se forem solicitados, pois geralmente a documentação é entregue no momento da contratação.

É importante praticar antes? Qual deve ser o comportamento durante a entrevista?

Michele: Não é preciso praticar, o importante é ser sincero com relação aos conhecimentos, competências e real interesse pela oportunidade. E não se pode esquecer que o candidato está sendo avaliado o tempo todo e que o nosso corpo fala através da  nossa linguagem não verbal. Devemos tomar cuidado com gestos extravagantes,  postura ao sentar, não falar gírias, palavrões e erros de pronúncia.

As referências e indicações devem ser citadas?

Michele: Caso tenha sido indicado por alguém muito importante ou se o recrutador perguntar, não tem problema.

Depois da entrevista, como cobrar um retorno? Ligar ou mandar e-mail mostra interesse?

Michele: Depois da entrevista é interessante o candidato enviar um e-mail agradecendo a oportunidade em participar do processo. Isso marca de forma positiva o candidato para o entrevistador. É importante sempre esperar o prazo estabelecido pelo recrutador, só depois vale entrar em contato e solicitar o retorno do processo.

Leia mais:

Especialista do CIEE Rio dá dicas de como montar o currículo ideal

Texto: Gabriela Murno

Foto: Maurício Pingo