Em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, alunos e funcionários foram imunizados nas próprias unidades

O RioSolidario, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, levou a campanha de vacinação contra a gripe às crianças e funcionários das creches da ONG. Nas últimas semanas, os técnicos de saúde visitaram os três Espaços de Educação Infantil: na Vila do João, na Cidade de Deus e no Batan, para imunizar os alunos. A vacina é capaz de combater os três subtipos de vírus da gripe que mais circularam no último inverno: A/H1N1 (gripe suína); A/H3N2 e influenza B.

– A vacinação é, sem dúvida, a forma mais eficiente para prevenir a gripe. Facilitar o acesso das creches à vacina é uma maneira efetiva de contribuir com a promoção da saúde das crianças, um dos grupos prioritários da vacinação. Proteger contra a gripe significa reduzir a incidência do agravamento da doença que pode levar inclusive à internação. Precisamos priorizar a saúde como prevenção e não como tratamento – afirmou o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto.

Para a coordenadora do projeto de Educação Infantil do RioSolidario, Ana Paula Salomão, a ação também foi importante para conscientizar e incentivar a adesão dos moradores das comunidades à campanha de vacinação.

– A vacina da gripe precisa ser tomada anualmente. Embora os postos de Saúde façam a vacinação durante a campanha, muitos pais acabam não levando os filhos. Por isso, é interessante proporcionar a campanha dentro das creches e ampliar a conscientização de todos quanto à importância da vacina – explicou a coordenadora.

Neste ano, a campanha nacional do Ministério da Saúde recebeu o slogan “Contra a gripe, seu escudo é a vacinação”. O grupo prioritário é formado por pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses às que ainda não completaram cinco anos, indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias do parto, população carcerária, profissionais de saúde e profissionais que atuam no sistema prisional, além de doentes crônicos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacinação é a forma mais eficaz para prevenir a gripe e suas complicações. Provocada pelo vírus Influenza, a gripe ataca todos os anos entre 10 e 20% da população do planeta – algo em torno de 600 milhões de pessoas. Se não for tratada, pode gerar complicações que provocam entre 250 mil e 500 mil mortes por ano e milhões de internações. As complicações mais comuns são pneumonia, infecção no ouvido (otite) e inflamação nos brônquios (bronquite).