Alunos da unidade da Vila do João já consomem os vegetais que eles plantaram

 creche

Da horta diretamente para o prato dos alunos do Espaço de Educação Infantil do RioSolidario, na Vila do João, no Complexo da Maré. Alguns legumes e verduras que estão sendo utilizados para preparar a refeição das crianças foram plantados por elas na hortinha da creche.

Os pequenos agricultores participaram de todo o processo e, agora, usufruem do resultado do “trabalho”. Da hortinha, já foram colhidos alface, couve, entre outras hortaliças e temperos. O projeto teve apoio da Associação Brasileira no Tratamento do Solo e Guardiões da Natureza, da Maré, que é responsável por uma horta comunitária no acesso à Vila do João.

Na creche, o espaço onde foi montada a horta estava inutilizado e passou por uma pequena adaptação para receber os alunos ávidos por aprenderem a cultivarem seu próprio alimento.  A diretora da creche, Valéria Paiva, contou com o apoio da Associação dos Guardiões da Natureza para conduzir o processo. A atividade se tornou uma aula de educação ambiental:

– Nossa ideia foi, através de uma atividade prazerosa para as crianças, desenvolver o aprendizado socioambiental. Depois que estruturamos o espaço, os alunos participaram de todas as etapas. O plantio foi uma grande diversão. Fizemos até uma inauguração da hortinha. Hoje, eles sabem que estão consumindo os que plantaram – destacou a diretora.

Erivaldo Monteiro, integrante da Associação Brasileira no Tratamento do Solo e Guardiões da Natureza e responsável pela hortinha da creche, pontuou a importância do cultivo do próprio alimento para as crianças:

– Eles acompanharam toda a transformação do espaço até se tornar uma horta e poderem partir para a prática. Na aula inaugural eles aprenderam sobre germinação e uso de matéria orgânica e depois entenderam que deveriam cuidar todos os dias, podendo acompanhar o crescimento do vegetal  – enfatizou Erivaldo.

Fotógrafo: André Gomes de Melo