Funcionários, familiares e crianças aprenderam sobre assuntos como os hábitos do mosquito e sintomas da dengue, zika e chikungunya

Palestra Zika - CDD

O combate ao Aedes aegypti chegou aos três Espaços de Educação Infantil do RioSolidario (Batan, Cidade de Deus e Vila do João). A Divisão de Controle de Vetores da Secretaria de Estado de Saúde esteve nas creches e apresentou, para funcionários das unidades, familiares e crianças atendidas, palestras sobre as doenças transmitidas pelo mosquito com mais casos no país: dengue, chikungunya e zika.

– O objetivo é que os pais, funcionários e até as crianças funcionem como multiplicadores, em suas comunidades, do que aprenderem nas apresentações. O combate a essas doenças começa dentro de casa – ressaltou Carlos Eduardo Álvares, coordenador das creches.

Todos os participantes ouviram sobre a origem das doenças, quais os sintomas e tratamentos e, principalmente, como eliminar os focos de proliferação do mosquito. A microcefalia e a Síndrome de Guillain-Barré, ambas associadas ao vírus da zika, também estiveram entre os temas discutidos.

Recreadora da creche da Vila do João, Priscila Sanches fez questão de estar na apresentação para saber como se prevenir.

– A palestra é muito interessante, pois cada um tem que saber que a prevenção começa dentro de casa. Cada um tem um papel muito importante a cumprir para que a dengue, a zika e a chikungunya não se espalhem ainda mais. Vou falar com vizinhos e amigos, porque não adianta eu me mexer, mas o meu vizinho não fazer nada – disse Priscila Sanches.

Avó da pequena Thailla, aluna da Cidade de Deus, Rosemary Lopes aproveitou a oportunidade para tirar suas dúvidas sobre as doenças.

– Mandaram o aviso do encontro na agenda da minha neta e achei importante participar, para saber os cuidados que temos que ter para combater o mosquito. Tive outra neta com dengue, vi o sofrimento dela e quero também ajudar minha família e amigos a se prevenirem – falou Rosemary Lopes.

Durante os encontros, também foram distribuídos materiais informativos sobre como evitar os criadouros do mosquito e os sintomas das doenças transmitidas por ele.

Atividades na unidade da Cidade de Deus

Na unidade da Cidade de Deus, a apresentação aconteceu dentro da semana escolhida para conscientizar os alunos sobre dengue, zika e chikungunya. As crianças participaram de atividades que demonstravam os sintomas da doença, aprenderam as características e hábitos do mosquito e como podem ajudar a combater o Aedes aegypti em casa.

– Introduzimos o combate ao Aedes no nosso projeto pedagógico. Fizemos atividades em todas as turmas, de acordo com a idade das crianças. É importante que temas que mexem tanto com as nossas vidas façam parte do dia a dia dos nossos meninos e meninas – destacou Martha Menezes, diretora da creche.

Texto: Gabriela Murno

Fotos: André Gomes de Melo e Gabriela Murno