Parceria com o RioSolidario oferece vagas para adolescentes de comunidades e em medida socioeducativa

jovem aprendizCentros de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaads) e nos Centros de Referência Especializados em Assistência Social (Creas) agora contam com uma oportunidade de reinserção no mercado de trabalho. Na semana passada, um grupo de 13 jovens dos Criaads de Ricardo de Albuquerque, Santa Cruz, da Vara da Infância e dos Creas se inscreveu para o programa Jovem Aprendiz da Cedae, na sede do RioSolidario.

A nova turma tem previsão para começar em maio. Em parceria com a Cedae, o RioSolidario realiza palestras para informar aos futuros participantes sobre as atividades que serão realizadas no programa, esclarece as dúvidas e informa quais os benefícios e vantagens de ser um jovem aprendiz. O projeto também conta com o apoio do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE-RJ) que oferece cursos de capacitação. Ao ser aprovado no processo seletivo, o jovem aprendiz recebe ainda cursos de Word, Excel e Power Point.

Para a jovem M., de 16 anos, além da oportunidade de conseguir um trabalho, o projeto também abre caminhos para novas conquistas.

– Soube desta oportunidade através das técnicas do Criaad. Quero muito trabalhar e ser alguém na vida. A minha expectativa é poder juntar um dinheiro e abrir o meu próprio petshop – afirmou a jovem.

O programa Jovem Aprendiz tem duração de 11 meses e cada jovem cumpre uma jornada de trabalho de seis horas diárias, em cada quatro dias da semana de atividades práticas. Eles ainda têm um dia dedicado ao CIEE-RJ para atividades teóricas e administrativas. Pela jornada mensal, recebem auxílio refeição, vale-transporte, FGTS, férias, décimo terceiro salário e contagem de tempo de serviços para INSS e seguro de vida. Para participar do programa, o jovem precisa ter entre 16 e 23 anos, ter completado o ensino médio ou estar vinculado à rede de ensino (fundamental/médio).

Fotos: Bruno Itan