RioSolidario organizou festividade para as residentes da Casa Abrigo Lar da Mulher

 

Dia das Mães

 

Café da manhã especial, almoço, um kit de beleza como presente e um cartão confeccionado pelos filhos. Assim foi o “Dia das Mães”, neste domingo (13/05), na Casa Abrigo Lar da Mulher, administrado pelo RioSolidario.

O espaço tem a finalidade de amparar, proteger e fortalecer as mulheres abrigadas vítimas de violência doméstica.  Lá, são oferecidos assistência psicológica, social e jurídica a elas e seus filhos.

O evento, denominado carinhosamente  “Chuva de Amor”, foi organizada pelos funcionários da Casa Abrigo e contou com a colaboração dos filhos das residentes.

– O ponto alto e, com certeza, mais emocionante foi receber de seus filhos aquele abraço apertado e cartões confeccionados pelas crianças. Para a equipe da Casa Abrigo é uma grande alegria poder proporcionar esse momento de afeto, em ambiente tranquilo, reforçando o direito que todas têm de viver fora do ciclo da violência – enfatizou a diretora da Casa Abrigo, Sueli Ferreira.

 

Recomeço

Criada em março de 2007, a Casa Abrigo Lar da Mulher já atendeu 2.010 pessoas ao longo desses onze anos, sendo 779 mulheres e 1.231 crianças.

 

ENCAMINHAMENTO PARA A CASA ABRIGO

Para que haja o encaminhamento da mulher vítima de violência doméstica para a Casa Abrigo Lar da Mulher é necessário o contato anterior com os locais que trabalham com a Rede de Proteção à Mulher, são eles: Centro Integrado de Atendimento à Mulher (CIAM), Centro Especializado no Atendimento à Mulher (CEAM), Núcleo de Atendimento à Mulher (NIAM), Plantão Judiciário (CEJUVIDA).

É possível obter o endereço desses locais através do Disk 180 ou através das Delegacias; principalmente das Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (DEAM).  Através de uma busca simples na internet também é possível conseguir o endereço de uma dessas Redes de Apoio que esteja mais próxima do seu endereço.

A Instituição de Apoio terá uma equipe capacitada a realizar o primeiro atendimento à mulher vítima de violência doméstica e fará os encaminhamentos necessários e pertinentes de acordo com a situação apresentada.