Festa junina teve como tema o “Arraiá da Alegria” e integrou famílias residentes

Festa_Junina_Casa_Abrigo

Ao som de muitas músicas juninas, mulheres e crianças atendidas pela Casa Abrigo Lar da Mulher comemoraram São João, na quarta-feira (29/06). Todos puderam ainda participar de brincadeiras, como pescaria, na festa que teve como tema o “Arraiá da Alegria”.

Para a coordenadora da Casa Abrigo, Roberta Rosa, as atividades festivas são importantes para integrarem as famílias residentes, que participam de todas as etapas do evento.

– Todos se envolvem desde a preparação da festa. Além disso, por meio deste tipo de celebração conseguimos manter as mulheres e as crianças o mais próximo possível da realidade de fora da instituição, minimizando o impacto do afastamento do lar – explicou Roberta.

Vestidos a caráter, todos os residentes e funcionários dançaram quadrilha e deliciaram-se com comidas típicas de festa junina, como doces e milho cozido.

Sobre a Casa Abrigo

O Lar da Mulher funciona 24 horas, em local sigiloso no Rio de Janeiro, e serve de residência temporária, por até quatro meses, para mulheres vítimas de violência e seus filhos. Criado em 2007, o espaço tem como objetivo amparar, proteger e fortalecer essas mulheres e seus filhos, com assistência psicológica, social, hospitalar e jurídica.

A casa ainda oferece ações como grupos de reflexão, atividades lúdicas e de relaxamento, que ajudam as mulheres a reconstruírem seus laços familiares e de amizade, em geral, abalados após se afastarem de casa por medo do agressor.

Para serem encaminhadas ao abrigo, as mulheres passam por triagem nos Centros Especializados de Atendimento à Mulher, outros abrigos ou pela Central Judiciária de Abrigamento Provisório da Mulher Vítima de Violência (CEJUVIDA).

Texto: Gabriela Murno

Fotos: Divulgação