Mobilização levou Ônibus Lilás e uma série de atividades de saúde e beleza. Programação segue nesta semana

Ônibus_Lilás

Municípios do interior do estado do Rio de Janeiro estão realizando atividades para marcar a mobilização mundial “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”. Em 1991, mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha, com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra a mulher.

Macaé (Norte Fluminense) e Itatiaia (Região do Médio Paraíba) receberam o apoio da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), que disponibilizou o Ônibus Lilás, para levar orientação sobre violência doméstica e sobre a Lei Maria da Penha, para as ações nos dois municípios.

– O Ônibus Lilás é uma iniciativa permanente, assim como os Centros Especializados de Atendimento à Mulher (CEAMs), e é uma unidade móvel de atendimento à mulher que conta com uma equipe multidisciplinar. Quando o ônibus chega, principalmente no interior do estado, com assistente social, psicóloga e apoio jurídico, estamos fortalecendo essa mulher – comentou a superintendente de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, Rosemary Caetano, que participou da atividade em Itatiaia.

– A maioria das mulheres, inclusive aquelas que moram nas grandes cidades, não sabe onde procurar ajuda, ainda mais em um momento de fragilidade. Quando vamos para o interior, damos oportunidade para que elas saiam de uma situação de violência – completou ela.

A programação da campanha “16 dias de Ativismo” começou na quarta-feira (23/11), na Praça do Banerj, no Centro de Itatiaia. Foi a primeira vez que o Ônibus Lilás do programa estadual “Viver sem Violência” esteve no município. A atividade contou ainda com aulas de ginástica e zumba, sorteio de brindes e exibição de vídeos educativos. Foram também oferecidos serviços de saúde, como aferição de pressão arterial e teste de glicemia, e de beleza, como demonstração de limpeza de pele e preparação de maquiagem. Além disso, a Fundação Leão XIII ofereceu serviços de documentação gratuita.

O ônibus chegou ao assentamento Oswaldo Oliveira, em Macaé, na segunda-feira (28/11), com diversos atendimentos.

– A ação contou ainda com profissionais da saúde que realizaram aferição de pressão arterial, emissão de documentos, entre outros serviços – explicou Jane Roriz, coordenadora do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam).

Dando continuidade às ações, uma roda de conversa sobre violência contra a mulher foi realizada, na terça-feira (29/11), no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Botafogo. No mesmo dia também for organizada uma Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres – Campanha do Laço Branco.

Toda a programação foi pensada para comprometer a sociedade pelo fim da violência contra a mulher. As atividades continuam nos próximos dias:

05/12

8h – Mobilização dos Homens Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres – Campanha Laço Branco, no Centro Pop

13h – Roda de Conversa com as alunas do curso de cabeleireiro, no Espaço Mulher Cidadã Erosita França Leclerc

06/12

8h – Caminhada da Guarda Sênior pelo Calçadão da Av. Rui Barbosa, divulgando a Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência Vontra Mulheres – Campanha Laço Branco

14h – Exposição dialogada sobre “A luta dos homens pelo fim da violência contra as mulheres”, na Pousada da Cidadania

07/12

8h – Manhã saudável com oficina de beleza (corte de cabelo, design de sobrancelhas, limpeza de pele, massoterapia e auriculoterapia), no Centro Especializado de Atendimento à Mulher

Texto: Renata Sequeira da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos

Fotos: Divulgação