Ação do RioSolidario contou com mobilização  da sociedade civil e dos setores público e privado

_MG_4893

 

As 2.532 doações arrecadadas na Campanha de Natal do RioSolidario, além de fazerem a alegria de centenas de crianças atendidas por instituições sociais, também está contribuindo para o tratamento de saúde de muitos pequenos.  Quatorze instituições foram beneficiadas pela mobilização que arrecadou brinquedos e livros novos. (A prestação de contas está no final da matéria).

A Campanha durou cerca de dois meses e superou a meta de arrecadação em 253%. A expectativa inicial da mobilização com o apoio da sociedade civil, setores público e privado era alcançar 1.000 donativos.

O montante arrecadado foi distribuído para as três creches do RioSolidario, que atendem 600 crianças em vulnerabilidade social nas comunidades da Vila do João, Batan e Cidade de Deus; para as crianças abrigadas  na Casa Abrigo Lar da Mulher, também administrada pelo RioSolidario, que acolhe mulheres vítimas de violência doméstica; e para organizações sociais cadastradas no Banco de Instituições da ONG.

Uma das organizações sociais beneficiadas foi a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Nilópolis (APAE), na Baixada Fluminense, que recebeu 100 brinquedos novos. Os presentes foram entregue às crianças e parte foi disponibilizada para a brinquedoteca da unidade. Segundo a diretora da Apae, Gleice Kelly Olegário, os brinquedos estão sendo aproveitados com finalidade terapêutica:

– Adoramos as doações. Além de presentearmos nossas crianças, também estamos usando os brinquedos na sala de terapia ocupacional como parte do tratamento delas – destacou Gleice.

Ainda na Baixada Fluminense, outra organização social comtemplada também está utilizando as doações para contribuir com as atividades lúdicas desenvolvidas no espaço que abriga os pequenos vítimas de violência doméstica e que sofreram violação de direitos. Segundo a diretora, Vânia de Azevedo da Silva, o Projeto Novo Amanhecer atende cerca de 30 crianças entre 0 e 12 anos:

– Cada uma ganhou o seu presente e todas estão aproveitando ao máximo. O restante, colocamos na nossa brinquedoteca para uso coletivo. Eles são utilizados pela psicóloga e pedagoga para fins educacionais e nas atividades de psicomotricidade e coordenação motora – pontuou a diretora do Projeto Novo Amanhecer.

A coordenadora do Programa de Doações do RioSolidario, Mônica Miranda, destacou o aumento do número de doadores “pessoa física”:

– Essa Campanha de Natal conseguiu um número de doações significativo de pessoas físicas, muitas dessas doações forem entregues na sede do RioSolidario, o que confirma para nós um aumento de conscientização das pessoas em prol das ações de solidariedade, que vem crescendo no município do Rio de Janeiro.

 

Foto: André Gomes de Melo e Divulgação