Visita técnica integra as atividades da qualificação de jovens de áreas carentes da cidade

RJ 30-10-2018. Alunos da oficina de jardinagem visitam Sitio Burle Marx e horto em Pedra de Guaratiba

Os alunos da oficina de jardinagem oferecida pelo RioSolidario fizeram uma visita técnica ao Sítio Burle Marx, em Barra de Guaratiba, e dois hortos da região, nesta terça-feira (31/10). A primeira-dama e presidente do RioSolidario, Maria Lucia Cautiero Horta Jardim, também participou do passeio. Os jovens, que são moradores de áreas carentes da cidade do Rio de Janeiro, estão sendo preparados para ingressar no mercado de trabalho.

Além dos jardins do Palácio Laranjeiras e do Guanabara, que é palco das aulas práticas do curso que teve duração de três meses, os alunos conheceram ainda o Jardim Botânico. De acordo com o professor, Antônio Soares, a visita ao sítio pensado pelo artista plástico e paisagista, Roberto Burle Marx, foi a cereja do bolo da oficina. O local tem uma área de mais de 400 mil m², onde está reunida uma das mais importantes coleções de plantas tropicais e semitropicais do mundo. Cultivada em viveiros e jardins, ao ar livre, a coleção apresenta mais de 3.500 espécies de plantas.

– Trazer o grupo no final do curso em um jardim como o de Burle Marx é endossar ainda mais a questão da sensibilidade em relação as plantas. Trazê-los também no horto é mostrar que, além do paisagismo, nós temos outras ideias possíveis de serem aplicadas a um jardineiro. O aluno pode trabalhar com venda de plantas ou se tornar um produtor, por exemplo – disse Antônio, que também é dono da Kombotânica, que incentiva a produção e consumo de produtos orgânicos nos meios urbanos.

Para o aluno João Guilherme de Oliveira, a experiência de ver jardins tão diferentes serve para abrir os horizontes.

– O sítio é incrível. Você fica sem palavras mesmo. Acho que ver toda a alquimia desse jardim foi muito importante para nossa formação. É essencial entender que existem vários estilos de jardins e que a gente pode usar a imaginação para desenvolver o nosso trabalho – afirmou.

Já o aluno David Guimarães diz que a parte mais interessante da visita técnica foi ouvir sobre Roberto Burle Marx e todo o esforço que ele fez para construir o sítio.

– A história dele me despertou muito interesse. Ele foi um cara realmente fantástico. Além disso, eu gostei muito de estar em contato e poder conhecer tantas plantas novas.

A qualificação é fruto de parceria entre o RioSolidario e o Senac. Os jovens estão recebendo bolsa auxílio de R$200 e vale transporte, além de alimentação (lanche), uniforme, material didático e ferramentas. As aulas acontecem sempre as terças e quintas, de 8h a meio-dia, no Palácio Guanabara. O curso oferece certificação profissional.

Serviço:

As visitas ao Sítio Roberto Burle Marx, que são guiadas por monitores especializados, podem ser agendadas pelo e-mail visitas.srbm@iphan.gov.br ou telefone (21) 2410-1412.  O atendimento pode ser individual ou em grupos formados por até 35 pessoas, com a duração de uma hora e meia a duas horas. O local funciona para visitação de terça a sábado (exceto feriados), de 9h30 e 13h30, na Estrada Roberto Burle Marx, 2019, Barra de Guaratiba.

Texto: Suzane Lima