Iniciativa da Associação Fluminense de Reabilitação foi contemplada pelo programa Autonomia Sim I, lançado em agosto pela Loterj, em parceria com o RioSolidario

AFR_Vanice

O programa Loterj Já – Autonomia Sim I já colhe os primeiros frutos. Nesta segunda-feira (11/01), a Associação Fluminense de Reabilitação (AFR) realizou a aula inaugural do curso que capacitará 43 profissionais do seu quadro. A instituição foi contemplada com R$ 317.100,00, no edital lançado em agosto pela Loteria do Estado do Rio de Janeiro (Loterj), em parceria com o RioSolidario. Outras 15 instituições também foram selecionadas pelo chamamento público.

O curso, que foca no atendimento de pessoas que sofreram traumatismo cranioencefálico e acidente vascular ou tenham paralisia cerebral, será composto por três módulos – dois voltados para a atenção a adultos e outro para crianças. O projeto inclui ainda a criação de uma sala de Independência Funcional na sede da entidade, localizada em Niterói, Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Administrador da instituição, que é referência no tratamento e reabilitação de pessoas com deficiência, Telmo Hoelz destacou a importância da capacitação contínua dos profissionais da entidade:

– Na AFR, pensamos que os grandes passos são dados a partir do aprendizado e da capacitação dos nossos profissionais, que também trabalham como multiplicadores de conhecimento.  Ao beneficiarmos nossos funcionários ainda levamos, é claro, melhorias para o atendimento à população – disse Telmo, na cerimônia de abertura do curso.

– Sem a parceria com a Loterj e o RioSolidario, não teríamos capital para realizar um curso para 43 pessoas. A medicina não para de avançar e temos que ir atrás – completou a presidente da AFR, Nilce Müller Belchior.

Representando a Loterj, Janaína Araújo também discursou sobre a importância das parcerias para o desenvolvimento de projetos como esse:

– A Loterj e o RioSolidario entendem a importância de instituições como a AFR para o estado e sua população – declarou Janaína.

Coordenadora do Autonomia Simprograma do RioSolidario voltado para promoção da autonomia da pessoa com deficiência, Vanice Azevedo falou sobre o Mapa da Pessoa com Deficiência, projeto realizado pela ONG, em parceria com o Sebrae RJ. Ela destacou o relevante papel da iniciativa na identificação das pessoas com deficiência do estado do Rio de Janeiro.

– Conhecendo onde estão as pessoas com deficiência, conseguimos chegar mais perto e saber quais são as suas necessidades. Para isso, é muito importante também estarmos próximos das instituições  – ressaltou Vanice.

Sobre o Mapa da Pessoa com Deficiência

O Mapa da Pessoa com Deficiência tem como objetivo criar um banco de dados que ajude na formatação de políticas públicas voltadas para as pessoas com deficiência de todos os 92 municípios do estado. Para isso, foi elaborado um questionário para coleta de informações que orientem sobre quem são e onde estão os deficientes do Rio de Janeiro.

Texto: Gabriela Murno

Fotos: Bruno Itan

Leia mais:

Instituições assinam convênio para ações com pessoas com deficiência